Press "Enter" to skip to content

Dúvidas mais frequentes sobre a formação em Psicanálise

0

– Ao terminar um curso  livre de FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE poderei clinicar como PSICANALISTA?

SIM. A profissão como PSICANALISTA em nosso pais é LIVRE e qualquer pessoa que possua uma formação, em caráter livre, em psicanálise pode clinicar e trabalhar legalmente com a psicanálise. O que existem são pressões morais e não legais de alguns profissionais da área da saúde, principalmente médicos e psicólogos, que tentam impedir o trabalho profissional do PSICANALISTA, mas isto é somente algo de cunho político. Porque legalmente nada pode ser feito contra o exercício da PSICANÁLISE no Brasil.

– Quem é o Psicanalista dentro das leis brasileiras?

O PSICANALISTA dentro das leis brasileiras é um profissional que trabalha em consultório, clínicas e afins seguindo a metodologia terapêutica desenvolvida por Freud ou pelos seus seguidores(neo-freudianos). O Psicanalista no Brasil são formados através de curso livres e são classificados na CLASSIFICAÇÃO BRASILEIRA DE OCUPAÇÕES (CBO) do MINISTÉRIO DO TRABALHO, Portaria número 397/TEM de 09/10/2002, sob número 2515.50.Permitindo-o trabalhar como PSICANALISTA em todo o território nacional.

– Porque os cursos de FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE são abertos para qualquer área do conhecimento humano?

É aberta para todos os interessados, porque não existe nenhuma lei no Brasil que determine o contrario. Daí qualquer pessoa que tenha uma formação em psicanálise pode desenvolver trabalhos terapêuticos nesta área. Isto quer dizer que a formação em psicanálise não é exclusiva dos médicos e/ou psicólogos, como muitos pensam e tentam levar os outros a acreditarem nesta inverdade.

– Então a Psicanálise no Brasil é de exercício profissional LIVRE?

SIM. No Brasil a psicanálise é de exercício profissional LIVRE e não existe regulamentação profissional. E em vários outros países do mundo também é assim. O que existem são pressões políticas que tentam fazer com que atos mitômanos sejam impostos por terceiros.

– Quem pode fazer estes cursos, livres, de formação em psicanálise?

Qualquer pessoa, que tenha o curso superior completo ou incompleto, e que queira se tornar um profissional da Psicanálise. Os pré-requisitos para formação em psicanálise depende de escola e/ou sociedade que ministram estes cursos. Existem entidades de formação em psicanálise que aceitam até mesmo pessoas possuidoras somente do ensino médio (antigo segundo grau).

– Além da psicanálise existem outras formações terapêuticas que não são somente para médicos e psicólogos no Brasil?

Existem sim. Infelizmente a psicanálise foi bastante divulgada em nosso pais e algumas entidades pensando somente nos interesses financeiros passaram a ministrar cursos de FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE e desenvolver trabalhos sem qualidade profissional e educacional. O que acabou chamando a atenção de forma negativa para a técnica e formação psicanalítica.

Temos ainda a Formação em TERAPIA DE FAMÍLIA, BIOENERGÉTICA, PSICODRAMA, TERAPIA TRANSPESSOAL, entre outras que tem suas formações abertas para os diversos profissionais das várias áreas dos saberes, não sendo exclusivo para médicos e psicólogos. Sendo que algumas entidades que realizam tais formações terapêuticas, inclusive de psicanálise, somente aceitam como seus alunos os médicos e psicólogos.Mas isto é uma determinação estatutária e de cunho pessoal destas entidades e não uma obrigatoriedade legal.

Como vivemos em um pais democrático, temos que respeitar as posições destas entidades. Da mesma forma como elas tem que respeitar as nossas. Pois a leis existem para serem seguidas por todos os cidadãos. Se não existem leis para proibirem porque temos que nos sujeitar aos interesses de pessoas e/ou de entidades jurídicas?

Algo semelhante acontece com a acupuntura. Que também não tem regulamentação profissional no Brasil. Mas existem escolas e sociedades de acupuntura que somente aceitam médicos e profissionais da área da saúde de nível superior. Mas isso não quer dizer que os demais não possam trabalhar profissionalmente. Esta questão passa a ser algo de cunho político e com características morais e não legais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares